10 de novembro de 2019

Boo! CEU revive ações para comemorar a tradicional Noite de Halloween




Fotos: Kauane Ferreira/ Edição: Raul Rios 





Lucas Bittencourt
Redação

Gostosuras ou Travessuras?
A frase, que já um dos grandes símbolos do  Halloween, foi ecoada por um grupo de aproximadamente 30 seres estranhos entre zumbis, piratas, múmias e fadas que visitaram a CEU na última noite das bruxas.
Os “visitantes estranhos”  anunciaram uma possível chegada durante todo o mês de outubro, espalhando caixas de bombons nos espaços que possuíam histórias assombradas e seduzindo vários moradores pela “Caça ao Tesouro perdido”.  Após um tour  fantasmagórico, o grupo se concentrou no salão nobre da casa para contar histórias de terror sobre a CEU. Afinal, quem nunca ouviu falar do capoeirista do Pombal? ou do elevador que abre sozinho pelos andares toda madrugada? daquele piscar de olhos da dona Hermínia enquanto posa chiquérrima em seu look preto exposto sutilmente no quadro da sala? Hum, quem mora na CEU já ouviu boatos sobre panelas que fazem barulho no refeitório sem que nenhuma alma (alma em corne e osso) esteja cozinhando e olha, quem não ouviu, vai ouvir. E não se pode esquecer da lavanderia que é sempre visitada pelo senhor… bom, pensando, bem é melhor não comentar!

Voltando ao assunto, o grupo Zumbístico teve o apoio do Departamento social para adentrar aos espaços da CEU sem que fossem percebidos antes da hora da festa. Todos os anúncios e recados eram enviados pelas redes sociais...

Mas calma! Eles não possuem instagram (pelo menos, ainda não) e por isso mesmo, enviavam seus recados "assustadores" para a equipe do social que transmitiram aos moradores da Casa por todo o período de outubro e a mediação  durou até o exato momento da tão esperada visita na noite de halloween, onde os visitantes esquisitos passaram em todos os quartos pedindo docinhos ou travessures e claro, ganharam os dois. “Foi incrível, fascinante. Estar com amigos e fazer amizade, não tem coisa melhor”. é o que afirma Igor Santos, estudante de Odontologia da UFPR, e morador visitado pelos zumbis. 


Fotos: Kauane Ferreira/ Edição: Raul Rios 



 Matheus Russo, aluno de Comunicação Organizacional da UTFPR, diz que a integração com o Halloween foi bem produtiva. “Houve interação entre pessoas que eu não conhecia, acabei desenvolvendo certa afinidade com pessoas eu que não tinha contato, conheci outros moradores e descobri inclusive quem mora embaixo do meu quarto” afirma  o estudante que acompanhou a bicharada divertida.

João Possari, colaborador do departamento social e estudante de Artes Visuais da Unespar, foi cúmplice dos visitantes esquisitos e um dos idealizadores da proposta "As pessoas se divertiram muito, a gente não esperava que viessem tantas. Nós esperávamos uma média de público de 15 pessoas e tinham mais de 30 caracterizados", diz ele. Possari adianta que o departamento planeja trazer mais eventos de integração entre os moradores no futuro. “O que posso falar de antemão é que a gente está pensando em um evento para o final do ano. Podem confiar no departamento que vem coisa legal por aí.”

Serviço:

Para mais informações sobre ações realizadas pelo departamento, acompanhe o social pelo instagram @dptosocial ou entre em contato pelo e-mail social@ceupr.org.br e fale diretamente com o diretor Thiago Jessé Kucarz.
Foto: Arquivo Pessoal
Thiago Jessé Kucarz é estudante de Medicina da UFPR e atualmente é diretor do Departamento social da CEU

    Contatos CEU
     41 3324-1984 (whatsapp)
                 comunicacao@ceupr.org.br 
                 Instagram: CEUPR


2 de novembro de 2019

CEU E AGÊNCIA INTERNACIONAL DA UFPR OFICIALIZAM PARCERIA PARA O ACOLHIMENTO DE INTERCAMBISTAS EM 2020



Lucas Souza, membro do Departamento de Hospedagem da CEU; Cláudia Santos, vice-presidente e responsável pelas parcerias da Casa e Luiz Gardenal, Coordenador de Mobilidade Acadêmica da UFPR



Por Gabriela Nunes



    Casa do Estudante Universitário (CEU) e a Agência Internacional da Universidade Federal do Paraná firmaram uma parceria institucional no último dia 25 de Outubro deste ano. Por meio da iniciativa, a CEU passará a acolher um número maior de estudantes vindos de todos os lugares do mundo. A agência Internacional irá encaminhar um material de recomendação da CEU como moradia para às Universidades estrangeiras que possuem acordo de intercâmbio estudantil com a UFPR, direcionado aos estudantes que receberem a Carta de Aceite da Universidade. 



    Os estudantes aprovados na seleção da equipe de Hospedagem da CEU, serão acolhidos como mensalistas no espaço “Paulo Leminski" que, recentemente, passou por uma reforma com o intuito de beneficiar os moradores e os futuros intercambistas. A previsão é que os novos hóspedes comecem a chegar já no semestre letivo 2020/1 e, para aproximação com o novos alunos, a recepção será feita em dois momentos: o primeiro nos espaços da universidade e o segundo com as duas instituições (CEU e UFPR) em conjunto com representantes das embaixadas dos estudantes que forem acolhidos nas dependências da CEU. 



Foto: Pombal - Localizado no "Quinto andar" da CEU

Foto: Raul Rios
O espaço Paulo LeminskI (Pombal) foi reformado com apoio da Convenção "Ceuenses de Todos os Tempos"



      A preocupação com a permanência do intercambista  é compartilhada entre o país de origem e o de acolhimento do aluno e a presença da CEU nessa mediação é de extrema importância para a Universidade, é o que afirma o professor Luiz Gardenal, também  Coordenador de Mobilidade Acadêmica da UFPR.  "Fazer uma parceria com uma instituição séria e com a história da CEU nos dá a segurança de poder indicar aos alunos internacionais uma moradia segura, valor acessível e de qualidade. Algumas ações estão sendo articuladas para que, quando for necessário, sejam tomadas decisões conjunta, garantindo o bem-estar de todos", declara Gardenal.

                                   Visita ao Pombal



Clever Quadros, presidente da CEU; Wesley Santos; Presidente do Conselho Fiscal e Luiz Gardenal,Coordenador da UFPR INTERNACIONAL


Para Konrado Leite, Diretor da Hospedagem da CEU, a presença de pessoas vindas
de diferentes lugares irá fortalecer  a pluralidade da casa e possibilitará que os alunos brasileiros façam um intercâmbio sem sair de casa, tornando o Espaço Paulo Leminski (Pombal) um Caldeirão de Culturas a ser degustado por todos que residirem no espaço. 

É um legado que estamos dispostos a carregarmos conosco, nossa Casa vem, há mais de 70 anos, vem trazendo uma bagagem de luta através da possibilidade de moradia estudantil acessível, de qualidade, e democrática. Ao nos unirmos com a Universidade continuaremos fazendo isso, espero que por mais setenta anos!” completa Konrado

     Cláudia Santos, vice-presidente da CEU, garante que outras parcerias serão feitas para fortalecer esse novo projeto "É necessário potencializar a iniciativa. Além do CELIN, Vamos dialogar com o setor de psicologia da UFPR para que o grupo de apoio tenha espaço na própria CEU, assim amenizamos o choque de cultura entre estrangeiros e brasileiros" declara. Além da recomendação aos intercambistas, essa parecia com a CEU será também divulgada no site do Centro de Línguas e Interculturalidade da UFPR (CELIN) e demais veículos de comunicação da Universidade, possibilitando o acesso aos demais usuários do portal e aos interessados em vir estudar em Curitiba. É a CEU garatindo a permanência estudantil e preservando o futuro de Gerações.



ESPAÇO TERÁ NOME DE ESCRITOR PARANAENSE


Nota Departamental:


Foto Reprodução


O antigo "Pombal" receberá o nome de "Paulo Leminski" um dos principais poetas do Paraná. Leminski foi estudante do Colégio Estadual do Paraná e um dos principais nomes do tradicional concurso de literatura organizado pela CELU (Casa do Estudante Luterano Universitário). Na CEU, segundo relato de ex-moradores, quando jovem, o escritor paranaense ajudou os Ceuenses na captação de recursos para publicação de edições impressas das revistas da CEU. Ao escolher este personagem, o Departamento de Hospedagem possibilitará um leque maior para a conexão do hóspede com o espaço que o acolheu e também com a história da cidade. Sabemos que é um desafio acolher, gerar a imersão e o pertencimento em quem tem uma cultura muito diferente da nossa, mas como diria Paulo Leminski: Distraídos venceremos". 

        Konrado Leite é estudante de Geologia da UFPR. Atualmente é diretor da Hospedagem da CEU e responsável pelo Espaço Paulo Leminski
      Foto: Arquivo Pessoal 



Dúvidas sobre a Hospedagem: 
Diretor Konrado Leite
E-mail: hostel@ceupr.org.br

Contatos CEU: 41 3324-1984 (whatsapp)
comunicacao@ceupr.org.br 
Instagram: CEUPR