18 de outubro de 2011

Ato Público no VI ERECE Sul


Na última sexta-feira, 14 de outubro, residentes das casas de estudantes da região sul do Brasil, que participavam do VI Encontro Regional de Casas de Estudantes (VI ERECE Sul), promoveram um ato público no pátio da reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR). A manifestação também lembrou, com faixas e cartazes, a luta pela construção de moradias estudantis em várias cidades do sul do país e a promoção de políticas públicas de assistência estudantil mais humanas.

O ato se iniciou com uma caminhada que saiu as 17:00 da Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU), passando pela Casa do Estudante Luterano Universitário (CELU), pela Casa da Estudante Universitária de Curitiba (CEUC) e terminando no pátio da reitoira da UFPR. Veja AQUI algumas fotos dos três dias do VI ERECE Sul.

Movimento de Casas no Paraná

Durante os três dias do encontro, residentes do Paraná discutiram estratégias para fortalecer o movimento organizado de luta por moradia estudantil no estado. Foi lembrando das manifestações de estudantes em várias cidades em prol da construção de novas casas e pela reforma e restauração das existentes.

Alguns acontecimentos que foram discutidos: a luta dos estudantes da UNIOESTE Cascavel pela construção da Casa e do Restudante Universitário na cidade; as dificuldades dos estudantes de outras regiões que estudam na UNIOESTE campus Foz e faculdades particupares e que não encontram opções de moradia estudantil com preços acessíveis na cidade; as promessas da UFPR em construir três novas casas de estudantes em cada uma das três cidades que possui campi (Palotina, Litoral e Curitiba); a interminável reforma da CEU, que já chegou a 1200 dias em obras; a construção da Casa do Estudante Universitário da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e as dificuldades que estudantes carentes, matriculados em instituições de ensino particular, tem encontrado em conseguir acesso a moradia estudantil, já que as poucas casas de estudantes que tem sido construídas nos últimos anos está ligada a instituições de ensino públicas.

Imagens: Bruno Ito (DECO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário