1 de setembro de 2009

Solenidade de 61 anos da CEU na mídia - Vereadores participam dos 61 anos da CEU


As comemorações dos 61 anos da Casa do Estudante Universitário reuniu, na última sexta-feira (28), autoridades, ex e atuais moradores que acompanharam a entrega da Medalha de Honra ao Mérito Hermínia Lupion. A homenagem foi criada para agraciar seus moradores em quatro categorias: benfeitor público, benfeitor parceiro, ex-morador e amigos da CEU. A cerimônia foi prestigiada pelos vereadores Renata Bueno (PPS) e Omar Sabbag Filho (PSDB).
.
A Casa do Estudante Universitário do Paraná foi fundada no dia 11 de agosto de 1948 por Hermínia e Moysés Lupion, Oséas de Castro Neves e integrantes da UPE - União Paranaense de Estudantes. O principal objetivo era atender a carência de ambiente adequado para acolher estudantes de fora da cidade. Momento importante aos estudantes, pois aquela Curitiba provinciana de fins da década de 40 já era considerada uma cidade universitária, embora carecesse de estabelecimento com a característica de moradia vocacionada para universitários.
.
Esforços
Em 1947, a UPE havia inaugurado um restaurante para estudantes no Passeio Público e foi a partir daí que passaram a concentrar seus esforços na luta pela construção da residência estudantil. Após encontro com Hermínia Lupion, então primeira-dama do Estado, os universitários apresentaram o projeto de implantar a CEU. Hermínia Lupion assumiu formalmente o compromisso de se empenhar para que a casa fosse efetivamente construída ainda durante o período de governo do seu marido, Moysés Lupion. Considerando a proximidade entre a Universidade Federal Paraná e o restaurante universitário no Passeio Público, os estudantes passaram a aspirar a construção da unidade na mesma região.
.
A promessa de Hermínia Lupion foi cumprida em menos de um ano. Em agosto de 1948, os primeiros 144 moradores ocuparam, em caráter provisório, uma casa na avenida Luiz Xavier. Durante o primeiro ano, o local serviu como departamento da UPE. A desvinculação ocorreu no final de 1949, quando se tornou Fundação, com estatuto próprio e diretoria autônoma. No mesmo ano, o governo estadual iniciou a construção da sede própria, concluída em 1956.
.
A inauguração, no dia 26 de abril, solene e festiva, teve a presença do então presidente Juscelino Kubitschek e do governador Moysés Lupion, que cumpria então o seu segundo mandato.
.
Personalidades
Em 21 de setembro de 1967, lei assinada pelo então prefeito Omar Sabbag declarou de utilidade pública a Fundação Casa do Estudante Universitário do Paraná. Até 1970, a casa viveu momentos de grande efervescência social e política, mas entrou em decadência. Pela Casa, passaram personalidades ilustres da vida paranaense, a exemplo do ex-governador José Richa. Desde 2003, quando o Ministério Público decidiu intervir na administração da CEU, foram alcançadas diversas melhorias, entre elas o investimento da prefeitura de Curitiba superior a R$ 3 milhões. Em parceria com a UFPR, a CEU passou a conceder bolsas de estudo a estudantes da universidade que residem na Casa.
.
O atual presidente da Casa, Elizeu Barroso Alves, conta que a luta pela construção da residência estudantil teve de imediato o apadrinhamento da primeira-dama do Estado na época, Hermínia Lupion, e hoje é o nome da medalha de honra que passará a ser entregue anualmente pela entidade.
.
Reforma
“Há um ano, a CEU passa por reforma histórica, a primeira em mais de 50 anos, resgatando a boa fama que tinha perante a comunidade curitibana e trazendo maior qualidade de vida aos seus moradores. A reforma só foi possível pelo empenho do ex-presidente Bohdan Metchko Filho”, afirma Elizeu Alves.
.
Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores de Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário