20 de agosto de 2018

CEU completa 70 anos de história

Foto: Mariah Colombo


Texto: Cláudia Santos
Para celebrar o início de uma nova década, a CEU realizou um grande evento com homenagens, parcerias, reencontros de ex-ceuenses, festa e muita brincadeira na integração de novos moradores.   

Sustentada pelos pilares da pluralidade, cultura e coletividade, a Fundação Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU) completa 70 anos de história. A instituição está há sete décadas aperfeiçoando a formação de gerações de executivos, artistas, arquitetos, advogados, engenheiros, comunicadores,  médicos e políticos entre outras áreas do conhecimento e para celebrar o septuagésimo aniversário, uma sequência de ações foram realizadas pelos estudantes.


SEXTA – FEIRA - CERIMÔNIA DE ABERTURA
Para celebrar os 70 anos de existência, a CEU realizou um momento solene com homenagens à família Lupion, aos funcionários da Fundação, membros da sociedade civil e aos parceiros institucionais. Para trazer à memória momentos importantes da instituição, a história da CEU foi dividida em sete décadas, com ênfase nos marcos históricos de crise institucional e também protagonismo da Fundação. O momento foi conduzido pelo estudante Gilberto Garcez, graduando de Arquitetura da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.  
Os universitários realizaram um ato em memória de Jorge Faria e batizaram o salão de festas, antigo salão nobre, com o nome de “Salão Dom Quixote”, apelido atribuído pelo grupo de capoeira da CEU, ao qual Jorge era membro.
O evento ainda contou com apresentação cultural dos alunos, apresentação de taikô, exposição dos projetos desenvolvidos pela CEU e oficialização de parcerias para as ações desenvolvidas na Fundação, são elas: ONG Todas Marias, Sindicato de Jornalistas do Paraná, Fundação Ulysses Guimarães, Fundação Perseu Abramo, Fundação Leonel Brizola, Fundação Maurício Grabóis, Fundação João Mangabeira, Instituto Teotôneo Vilela, Rotary Club Curitiba (Curitibão) e Rotaract. O evento contou com um coquetel de encerramento.

SÁBADO – CONVENÇÃO CEUENSES DE TODOS OS TEMPOS
Foto: Arquivo Convenção 2018

No sábado, aconteceu a convenção “Ceuenses de todos os tempos”. O evento reuniu duzentos ex-moradores de todas as décadas e regiões do país, além dos moradores atuais. A proposta do evento foi possibilitar um intercâmbio entre as gerações ceuenses, para discutir temas de interesses da instituição. A convenção acontece com um intervalo de 2 anos e na ocasião, se reúnem lideranças políticas, professores acadêmicos, artistas e profissionais formados com a contribuição da CEU.  
No evento, foram discutidas estratégias para captar recursos e ampliar a rede de apoio às ações desenvolvidas pelos estudantes em prol da instituição. A gestão atual apresentou demandas e sugeriu soluções, através da aproximação dos profissionais que usufruíram da Fundação na fase acadêmica. Na ocasião, um projeto para a reforma da hospedagem da CEU foi apresentado e o valor foi arrecadado entre os participantes da convenção, além do recurso financeiro, a CEU recebeu uma consultoria de hotelaria e arquitetura oferecida gratuitamente pelos profissionais presentes.


SÁBADO – FESTA LÁ EM CASA

Foto: João John


Ainda no sábado, no período da noite, aconteceu o evento “Festa Lá Em Casa”. O evento contou com uma variedade musical com diferentes DJs que alegravam o público ao transitarem entre os ritmos indie, pop, funk e eletrônico. A festa contou com a estrutura de enfermaria, seguranças, food truck e guarda-volumes. Além de promover a integração entre os moradores e o público externo, o evento teve a finalidade de captar recursos para a Fundação e todos os ingressos foram esgotados.

INTEGRAÇÃO DE CALOUROS E ENCERRAMENTO


Foto: Pamela Santiago



No domingo, foram realizadas atividades de integração entre os novos moradores. Na ocasião, uma breve exposição sobre o funcionamento da casa foi apresentada por conselheiros e moradores aprovados na banca anterior. Logo após, os estudantes participaram de uma dinâmica, promovida pela organização, com o intuito de aproximar e unir calouros e veteranos para promover uma convivência harmoniosa para todos. Após as dinâmicas, os moradores se deliciaram com um lanche preparado pelo departamento de gastronomia da própria CEU.
Mas não é o fim, agora a maior casa de estudantes, independente, da América Latina se prepara para o início de uma nova história.



CEU, há 70 anos se propondo a preservar o futuro de gerações”

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Facebook: @ceuparana
Twitter: @ceupr

2 de julho de 2018

Processo Seletivo 2018.2 - CEU

A CEU (Casa do estudante universitário) dá inicio hoje 02 de julho até o dia 20 julho às inscrições para o processo seletivo 2018.2 para novos moradores com taxa de R$ 25,00 que deve ser paga por meio de depósito bancário. 


São ofertadas vagas masculinas e femininas, destinadas a estudantes de graduação (bacharelado, licenciatura e tecnologia) e de pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado), além de pré-universitários. É necessário que o candidato esteja regularmente matriculado em curso presencial, em instituição de ensino localizada na capital paranaense, e que os pais sejam moradores de outra cidade.

O processo seletivo considera basicamente a vulnerabilidade socioeconômica dos estudantes. A seleção é composta por três etapas: inscrição e análise de documentos; entrevista individual; e, por último, integração dos calouros. Os estudantes aprovados em todas as fases passam, ainda, por um período probatório de seis meses.

Na CEU os estudantes moradores contam com café da manhã, cozinha colaborativa, sala de estudos, sala de jogos, sala de TV, quadra poliesportiva, laboratório de informática, serviços de portaria e de lavanderia 24 horas e acesso ilimitado à Internet.

Nesse processo além dos aprovados em primeira chamada, a instituição também contará com uma lista de espera para possíveis ingressos ao longo do semestre. As datas de divulgação das chamadas complementares estarão condicionadas à abertura de vagas para moradores na casa. 


E para os alunos que precisam de um local para ficar durante o processo seletivo a instituição também oferece tarifas diferenciadas de hostel.  Para o processo seletivo 2018.2 os alunos participantes da banca irão pagar apenas 50% do valor cobrado na hospedagem. 


Mais informações podem ser consultadas no Edital02/2018, publicado no site da Fundação.

Dúvidas: Comissão - Processo Seletivo 2018.2 | e -mail: processoseletivo@ceupr.org.br

A Fundação
A CEU é uma organização da sociedade civil, de caráter beneficente e personalidade jurídica de direito privado, sem finalidade lucrativa. Neste ano, a Fundação completa 70 anos de assistência e acesso à moradia para estudantes. Mantida financeira e administrativamente pelos próprios beneficiários (residentes), por meio do trabalho voluntário e do pagamento de contribuição mensal, a instituição também promove e apoia várias atividades de cunho artístico e cultural.


Serviço
O que: Processo Seletivo CEU 2018.2
Quando: Inscrições até o próximo dia 20 de julho
Como: Exclusivamente, via Internet
Onde: No site da Fundação (www.ceupr.com.br)
Quanto: R$ 25,00 - Depósito Bancário


Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Facebook: @ceuparana
Twitter: @ceupr

18 de maio de 2018

Ceu Abre Circuito De Encontros Com Lideranças Políticas

Foto: Jornal Comunicação
Evento pretende aproximar possíveis representantes políticos para discutir temas voltados à permanência estudantil e educação.
por Claudia Santos
A Casa do Estudante Universitário do Paraná deu início nesta quinta-feira (17) à primeira edição do evento “Brasil em Pauta”, com presença da pré-candidata à presidência da república, Marina Silva. O encontro teve a presença de representantes do ensino médio e superior. A ideia do circuito é o diálogo a respeito das propostas de lideranças políticas que são pré-candidatos ao Governo do Estado, Senado Federal e a Presidência da República. Outro objetivo é discutir a inclusão da permanência estudantil nas propostas dos partidos que comparecem ao encontro.

Na primeira edição, a pré-candidata Marina Silva apresentou propostas direcionadas a juventude brasileira e à educação pública. Marina respondeu diferentes perguntas elaboradas pelas casas de estudantes ou enviadas pelo formulário de inscrições.  Cleverton Quadros, presidente da CEU, questionou sobre o futuro dos auxílios que garantem a permanência estudantil, em seu possível governo. A pré-candidata defendeu que a prioridade de qualquer liderança nacional deve ser o apoio a educação e que compreende na prática a importância de assistências como a que oferece os restaurantes universitários e afirmou o desejo de mantê-los, se eleita.

A estudante e moradora do Lar da Acadêmica de Curitiba (LAC), Andressa Leite Rodrigues, discorreu sobre dados que declaram que, atualmente, apenas 1,3% do PIB brasileiro é destinado à pesquisa e inovação e questionou a pré-candidata sobre sua visão. Marina Silva concordou que há poucos investimentos direcionados à pesquisa e extensão e defendeu mais direcionamentos de recursos que fomentem a inserção de jovens, especialmente jovens de baixa renda, na prática da pesquisa, para impulsionar o desenvolvimento educacional do país.     

Os alunos fizeram uma reflexão sobre a instabilidade da universidade pública e o risco de sua continuidade apresentando fatores que impactam a vivência nas residências universitárias.  No encontro, também estiveram presentes os representantes da Casa do Estudante Luterano Universitário (CELU), Casa do Estudante Nipo-brasileira de Curitiba (CENIBRAC) e da Casa da Estudante Universitária de Curitiba (CEUC).

 A pré-candidata sugeriu às Casas de Estudantes que levantassem as principais problemáticas que as instituições estão enfrentando e elaborassem um termo de compromisso. Este termo poderia ser assinado por ela e outros candidatos, se comprometendo a discutir formalmente sobre as propostas apresentadas pelos alunos, como a desburocratização e direcionamento de recursos federais, caso eleitos.

O circuito “Brasil em pauta - CEU discutindo juventude, educação e democracia” terá outras edições e a CEU já está em diálogo com Manuela Dávila, Álvaro Dias e Guilherme Boullos. O espaço está aberto a outros candidatos.

1 de abril de 2018

Andifes realiza nova pesquisa sobre o perfil dos estudantes das universidades federais


A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assistência Estudantil (FONAPRACE) estão realizando a quinta edição da Pesquisa do Perfil Socioeconômico dos Estudantes das Instituições Federais de Ensino Superior.


O levantamento é realizado desde 1996 com o objetivo de descrever as caraterísticas médias (sócio, econômica e culturais) dos discentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes), apresentando dados concretos para a implementação das políticas de assistência estudantil.

A principal inovação desta Pesquisa, considerando a edição anterior, é que ela é censitária, ou seja, todos os estudantes das Ifes são convidados a participar, o que deve contribuir para o conhecimento do perfil mais exato possível dos graduandos ativos nos cursos presenciais do país.

Os dados são mantidos em segurança, sob total sigilo, e informações pessoais, como Nome, CPF e e-mail, serão utilizadas apenas para identificação no acesso à plataforma da pesquisa.

Estudantes de todas as 63 universidades federais, além dos centros federais de Educação Tecnológica (Cefets) de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, podem responder à pesquisa.

O formulário online está disponível aqui.

Assistência Estudantil
A assistência estudantil é uma bandeira histórica para o movimento estudantil, conquistada no ano de 2010, com a criação do Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes). O Pnaes tem como premissa garantir diferentes auxílios a estudantes com renda mínima per capita familiar de um salário mínimo e meio.

A maioria dos residentes da Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU) são alunos da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), e contam com os vários auxílios estudantis para se manterem estudando. Dessa forma, as políticas públicas de Assistência Estudantil têm impacto direto na vida dos beneficiários e na manutenibilidade da Fundação.

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Departamento de Comunicação e Marketing
Facebook: @ceuparana
Twitter: @ceupr

26 de março de 2018

CEU recebe companhias de teatro para o Festival de Curitiba 2018


A Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU) vai hospedar dois grupos de artistas, que vão se apresentar no Fringe 2018, o festival de teatro alternativo, que ocorre juntamente com as mostras oficiais do Festival de Teatro de Curitiba 2018. Os grupos são: Cia Poéticas da Cena Contemporânea, de Vila Velha (ES); e Torneado em Rede, de Ribeirão Pires (SP).

Essa é a terceira vez que a Cia Poéticas participa do Fringe. Em 2016, trouxe “Navalha na Carne”, “As Criadas”, “Romeu & Julieta” e “Quem tem medo de Plinio Marcos?”. Já em 2017, “Alice Uma Quase Ópera Punk-rock Contemporânea”. Neste ano, além de “Love Fair”, que propõe um debate sobre afetos amorosos e familiares, a companhia também apresenta o espetáculo infantil “Peter Pan”, que conta a jornada de um jovem da floresta, durante uma viagem à “Terra do Nunca”, ao lado da jovem Wendy.

Espetáculo "Peter Pan" da Cia Poéticas da Cena Contemporânea (Foto: Divulgação)

Para o diretor do Departamento de Hospedagem da CEU, Konrado Leite, a localização da Fundação é um diferencial que facilita o acesso a vários pontos da capital paranaense, pois o Festival será realizado em diferentes regiões da cidade. “Também reforça o compromisso da Fundação para com as ações de cultura, trazendo a possibilidade de maior intercâmbio cultural para os beneficiários da CEU”, afirma.

Durante o mês de março, a CEU ainda cedeu espaço para o ensaio da comédia “As quarentonas”, que também será atração do Festival de Curitiba. A ideia do espetáculo é homenagear as mulheres em geral, especialmente aquelas acima de 40 anos.

Festival de Teatro de Curitiba 2018
Promovido anualmente, o evento chega à 27ª edição. Neste ano, entre 28 de março e 8 de abril, o serão apresentados sucessos da dramaturgia nacional e internacional, com foco na democratização da arte e na valorização das diferentes formas de expressão. Além disso, a iniciativa promove apresentações circenses, stand up comedy, mostras especiais, interlocuções e gastronomia.

Serviço
Festival de Teatro de Curitiba 2018
Quando: 27 de março a 8 de abril

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Departamento de Comunicação e Marketing
Facebook: @ceuparana
Twitter: @ceupr