16 de outubro de 2017

CEU lança novo Processo Seletivo para residentes

A Casa do Estudante Universitáriodo Paraná (CEU) lançou, nesta segunda-feira (16), nova seleção para estudantes moradores. As oportunidades são destinadas a estudantes de nível superior (graduação e pós-graduação) e pré-vestibular, de ambos os sexos, oriundos de todo o Brasil e de outros países. O Processo Seletivo ocorre em três etapas: inscrição, entrevista individual e integração. A taxa de inscrição custa R$ 25.

Prédio Histórico da CEU, inaugurado em 1956 e reformado em 2008 (Foto/Divulgação)

Na CEU, os residentes têm acesso a uma série de benefícios, tais como: café da manhã diário; cozinha colaborativa; sala de estudos; sala de jogos; laboratório de informática; e serviços de portaria e de lavanderia 24 horas. Além disso, os beneficiários também contam com diversas atividades acadêmicas, esportivas, culturais e de lazer.

A primeira fase do Processo Seletivo consiste no preenchimento de um formulário on-line, disponível até às 23h59min do dia 27/10/2017 (sexta-feira da próxima semana). Nesse período, o candidato deverá efetuar o pagamento da taxa, no valor de R$ 25, por meio de boleto bancário, gerado pelo PagSeguro, no final do formulário online de inscrição, ou transferência/depósito bancário. Até essa data, os interessados também deverão entregar parte da documentação obrigatória, conforme estabelecido no Edital 03/2017.

No dia 6 de novembro, será divulgada a relação dos candidatos aptos a participarem da segunda etapa, composta por entrevistas individuais, que serão realizadas no dia 11 de novembro, na sede da CEU. Nessa fase, será avaliada a vulnerabilidade socioeconômica dos candidatos. Na ocasião, também será entregue a segunda parte da documentação necessária, assim como 1 kg de alimento não-perecível, que será doado, posteriormente, a uma organização de assistência social.

No dia 14 de novembro será divulgado o resultado preliminar dessa fase, e os candidatos terão até 17 de novembro para recorrer, caso não tenham sido aprovados. Já no dia 20 de novembro será divulgado o resultado final, com os nomes dos estudantes aptos à terceira e última etapa do Processo Seletivo, marcada para 25 de novembro (integração dos novos residentes).

Quaisquer dúvidas sobre o Processo Seletivo devem ser enviadas, via e-mail, para o seguinte endereço de Correio Eletrônico: processoseletivo@ceupr.org.br.

Sobre a CEU
A Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU) é uma organização da sociedade civil (OSC), de caráter beneficente e personalidade jurídica de direito privado, sem finalidade lucrativa. Reconhecida como a maior casa de estudantes autônoma da América Latina, a Fundação assiste estudantes vindos do interior do Paraná, dos vários estados do Brasil e até de outros países e é administrada pelos próprios estudantes moradores.

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Departamento de Comunicação & Marketing
Célula de Comunicação & Marketing

CEU na Internet: www.ceupr.com.br
Curta a CEU no Facebook: @ceuparana
Siga a CEU no Twitter: @ceupr

15 de outubro de 2017

Residente da CEU expõe na Bienal Internacional de Curitiba 2017

Robson Delgado (*)

O estudante de Artes Visuais da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Eduardo Barbosa, é um dos artistas selecionados na terceira edição do Circuito Universitário da Bienal Internacional de Curitiba, o Cubic 3.

Eduardo Barbosa, estudante de Artes Visuais da UFPR (Foto/Divulgação)

Intitulada LGBTFOBIA/Calendário, a obra escolhida tem o objetivo de ressaltar o forte preconceito sofrido pela comunidade LGBT, que leva, em muitos casos, à morte dessas pessoas. O trabalho homenageia 260 pessoas, que morreram, neste ano, devido à intolerância sexual no Brasil – país que mais mata LGBTs no mundo.

“As pessoas estão morrendo por serem elas mesmas, e estão morrendo de formas brutais e eu como artista acredito que eu deva me posicionar e a maneira que eu encontrei de me posicionar foi através do meu trabalho”, explica Eduardo, sobre o conceito que da obra.

A exposição teve início no último dia 4 de outubro e segue em cartaz até o 30 de novembro, no Museu de Arte da UFPR (MusA), na Rua XV de Novembro, 695 – Centro. A entrada é gratuita.

Eduardo, na solenidade abertura da exposição (Foto/Acervo Pessoal)

Sobre o artista
Natural de São Paulo (SP), Eduardo Barbosa reside na CEU desde abril de 2015. Ele é formado em Design de Interiores (nível técnico) e, atualmente, está no terceiro ano da graduação em Artes Visuais, na UFPR, curso estruturado na formação artística em duas habilitações: bacharelado e licenciatura.

Seu trabalho se desenvolve nas linguagens da gravura e da pintura e suas obras abraçam o encontro entre o espiritual, questões subjetivas e políticas e experimentações entre essas esferas. O estudante é também pesquisador em arte-educação, com recorte em narrativas afro-religiosas, e educador em arte.

Sobre o Cubic
O Cubic 3 apresenta obras de 37 artistas e coletivos de instituições de ensino superior (IES) do Brasil, da Argentina e do Paraguai.  Todas as exposições têm entrada franca e acontecem, simultaneamente, em cinco locais da capital paranaense: Museu da Gravura Cidade de Curitiba, Museu Municipal de Arte (MuMA), Museu de Artes da UFPR (MusA) e nas salas expositivas do Departamento de Artes da UFPR (DeArtes) e da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP/Unespar).

Ao final do evento, as obras eleitas como vencedoras, pela Curadoria, serão premiadas com um curso de verão na Escola Parque Lage, no Rio de Janeiro, em 2018, e um valor simbólico em dinheiro. Além disso, após participarem das primeiras edições do Cubic, em 2013 e 2015, muitos estudantes conseguiram intercâmbios internacionais para ampliar ainda mais a formação. Na CEU, todos estão na torcida pelo Eduardo.

(*) Estudante de Jornalismo na Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Departamento de Comunicação & Marketing
Célula de Comunicação & Marketing

CEU na Internet: www.ceupr.com.br
Curta a CEU no Facebook: @ceuparana
Siga a CEU no Twitter: @ceupr

1 de outubro de 2017

Hostel da CEU atrai estudantes de todo o Brasil

Cristiano Sousa (*)

Os hostels são lugares com hospedagens econômicas e quartos compartilhados. Costumam ter boa localização, ambiente descontraído, café da manhã e Internet grátis. Muitos jovens preferem se hospedar em hostels por causa dos bons preços e oportunidade de fazer amizades.

Na Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU), o Hostel oferece hospedagem a estudantes, excursões e grupos culturais, que buscam um lugar seguro, barato e bem localizado, na região central de Curitiba. A diária inclui café da manhã, cozinha colaborativa, laboratório de informática, sala de TV, sala de jogos, sala de estudos, Internet Wi-Fi, portaria 24 horas e estacionamento. Os alojamentos são divididos entre masculino, feminino e misto.

Hostel da CEU dispõe de alojamentos masculino, feminino e misto. (Foto/Divulgação)

Para a diretora do Hostel da CEU, Mariana Lobo, estudante de Tecnologia em Gestão da Informação, na Universidade Federal do Paraná (UFPR), “a CEU oferece uma grande oportunidade de troca de experiências e contato com pessoas de todas as partes do Brasil e do mundo, expondo culturas e costumes variados”.

Somente no período entre 3 e 10 de setembro, o Hostel da CEU recebeu mais de 50 pessoas, todos estudantes que vieram participar do maior congresso de Comunicação da América Latina, realizado neste ano em Curitiba, o 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom Nacional 2017). A partir de uma ação promocional, articulada pelo Departamento de Comunicação & Marketing, junto à organização do evento, o Hostel da CEU figurou no topo das sugestões de hospedagem, no site do Intercom.

Essa iniciativa gerou receita superior a R$ 4 mil para a Fundação. “Esse valor contribui para redução das mensalidades dos estudantes moradores”, destaca Mariana. Os hóspedes vieram de várias cidades do Paraná (Castro, Irati, Londrina, Congonhas, Jandaia do Sul e Francisco Beltrão); de São Paulo (São Paulo, Caçapava, Itu e Sorocaba); do Mato Grosso (Cuiabá e Alta Araguaia); do Rio Grande do Sul (Cachoeira do Sul, Passo Fundo e Santa Maria); além de Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA).

Hostel da CEU, em destaque no site do Intercom Nacional 2017.
Ação de Marketing gerou mais de R$ 4 mil em receitas para Fundação.

Os contatos para reserva no Hostel da CEU podem ser feitos pelo número de telefone (41) 3324-1984 ou e-mail hostel@ceupr.org.br. Mais informações no site  da Fundação www.ceupr.com.br.

(*) Estudante de Comunicação Organizacional, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Departamento de Comunicação & Marketing
Célula de Comunicação & Marketing

CEU na Internet: www.ceupr.com.br
Curta a CEU no Facebook: @ceuparana

Siga a CEU no Twitter: @ceupr

26 de setembro de 2017

Estudantes comemoram aniversário de 69 anos da CEU

Cristiano Sousa e Lucas Câmara (*)

No último dia 11 de agosto, a Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU) completou 69 anos de história e de assistência estudantil. Concluído o Processo Seletivo 2017.2, a data foi comemorada no dia 3 de setembro, com um almoço especial e Pocket Show do Vozes da CEU, grupo musical, formado por estudantes moradores e egressos da Fundação.

Na CEU, vivem mais de 250 estudantes universitários de graduação e pós-graduação,
além de alunos pré-vestibulandos e do ensino técnico profissionalizante. (Foto: Pâmela Santiago)
 

Sob o comando do estudante de Composição e Regência da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), José Manrique, o Vozes da CEU animou a festa com um repertório que incluiu desde Luiz Gonzaga até Guns N' Roses. Os estudantes moradores se empolgaram e, em determinados momentos, até improvisaram algumas músicas.

O presidente, em exercício, do Conselho de Administração da CEU, Guilherme Pereira, ressaltou o ambiente de descontração e integração. “É um momento especial e festivo, em que todos estão reunidos, confraternizando e se divertindo”, afirmou.

Para o estudante de Engenharia Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Leandro Ferreira, "esses eventos servem para evidenciar o objetivo da Fundação". Já o graduando em Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Orlando Monteiro Neto, reconhece a CEU como “um pilar de sustentação para a vida acadêmica e profissional”.

Com mais de 150 estudantes moradores presentes, o evento também destacou o papel da Fundação perante a comunidade, que vai além da simples oferta de moradia estudantil.

Confira aqui algumas fotos da comemoração.

Nova marca
Durante a comemoração do aniversário de 69 anos, foi lançada a nova marca da Fundação, resultado de um esforço empreendido pela atual gestão do Conselho Administrativo e da contribuição de vários estudantes moradores. Esse trabalho coletivo foi facilitado pelo ambiente interno favorável ao envolvimento e à participação dos beneficiários da Fundação, na discussão do direcionamento estratégico da CEU.

A nova marca da CEU representa as experiências construídas junto às pessoas, que refletem uma forma única de se relacionar e expressar, em um trabalho consistente de promessa e entrega, incorporando elementos intangíveis, como emoção, contexto e essência, que importam aos estudantes moradores.

Conheça os elementos-padrão, que juntos criam a identidade de marca e contribuem para o ambiente organizacional da CEU.

Pilares estratégicos no posicionamento da nova marca CEU

Pilares Estratégicos – Resgate Histórico; Protagonismo Universitário; Ambiente Acessível para Morar e Favorável para Estudar; Regionalismo; Respeito à Diversidade; Crescimento em Coletividade.

Posicionamento – A CEU é a Fundação de apoio ao Ensino Superior que detém um ambiente favorável para estudar e acessível para morar, conhecida por inspirar o jovem estudante, acadêmico e vestibulando a crescer em coletividade e a incentivar o desenvolvimento da autonomia e do protagonismo universitário, apoiando os moradores a compartilhar experiências a fim de fortalecer o seu papel na sociedade.

Propósito – Apoiar a formação do universitário para a sociedade.

Missão – Garantir o acesso à moradia estudantil, assegurando um ambiente favorável de estudos e visando o crescimento coletivo e a autonomia do universitário em sua formação para a sociedade.

Visão – Ser referência Nacional entre as casas de estudantes, e reconhecida como grande apoiadora da formação no Ensino Superior no Brasil.

Valores – Convivência; Aprendizado; Estudo; Integração; Confiança; Multicultural; Jovialidade; Transformação; Compartilhamento; Respeito; Participação; Liderança; Autonomia; Desenvolvimento; Resiliência; Representatividade; Crescimento; Ensino; Coletividade; Cocriação; Criatividade; Motivação.

Versão preferencial da nova marca da CEU

(*) Estudantes de Comunicação Organizacional, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), e de Letras, na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Departamento de Comunicação & Marketing
Célula de Comunicação & Marketing

CEU na Internet: www.ceupr.com.br
Curta a CEU no Facebook: @ceuparana
Siga a CEU no Twitter: @ceupr

24 de setembro de 2017

Estudantes moradores da CEU promovem ação social para crianças

Cristiano Sousa (*)  

No dia 2 de setembro, um grupo de residentes da Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU) acordou cedinho para visitar o Lar Casa de Alice, que acolhe crianças e adolescentes, entre seis e 16 anos, em situação de vulnerabilidade familiar. A instituição é vinculada à Secretária de Ação Social e Trabalho, da Prefeitura Municipal de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba.

Estudantes moradores da CEU: Wilian Souza, Felipe Martinhuk, Orlando Monteiro, Andréa Wendt,
Thais Messias, Pedro Porto e Jéssica Malbilde. (Foto: Cristiano Sousa)

Encaminhados pelo Conselho Tutelar, os menores assistidos pela Casa de Alice aguardam parecer do Poder Judiciário, para uma nova chance de convívio familiar. Enquanto isso, no local, dispõem de atenção, cuidados e atividades recreativas e ocupacionais. É o que garante a psicóloga Priscila Balbinot, responsável pelo acompanhamento dos pequenos cidadãos.

“As crianças recebem alimentação adequada e acesso à escola, saúde e lazer. Tudo o que que elas deveriam estar recebendo em casa, além do acompanhamento de profissionais específicos”, afirma. Além da profissional de Psicologia, o Lar conta com coordenadora, assistente social, educadoras (três), cozinheira e plantonistas (cinco), que trabalham no período noturno. Atualmente, são 31 crianças sendo assistidas.

Na visita, os jovens ceuenses levaram algumas doações, como roupas, produtos de higiene e alimentos. Na ocasião, a estudante Jéssica Mabilde, uma das idealizadoras dessa ação social, preparou um almoço especial para a criançada, com direito a entrada, prato principal e sobremesa. Para ela, esse tipo de iniciativa é uma retribuição imediata da CEU para a sociedade.

“Somos duplamente privilegiados, não só logramos uma vaga na universidade como temos toda a estabilidade necessária para a conclusão de nossos estudos, no conforto da CEU. É muito bom finalizar o dia tendo certeza de ter feito a diferença na vida de alguém”, ressalta a estudante de Direito, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), e de Gestão Pública, na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Depois do almoço, a estudante de Mestrado em Odontologia na UFPR, Andréa Wendt, ensinou as crianças, de forma lúdica e divertida, a escovarem os dentes adequadamente. Às vezes, essa é uma tarefa complicada, mas existem pequenos truques para fazer com que as crianças se habituem naturalmente à higiene bucal.

Ao fim daquele dia, os estudantes moradores da CEU voltaram exaustos, porém felizes por terem proporcionado momentos de alegria e de descontração para os pequenos, a maioria ainda tão inocente. Todos sentiram o quanto eram carentes de atenção, de afeto, de amor. Naquela noite, certamente, não dormiram da mesma forma que acordaram pela manhã.

Confira alguns desenhos das crianças assistidas pelo Lar Casa de Alice.


 

 

 

Direitos da criança e do adolescente
No dia 20 de novembro de 1959, representantes de centenas de países aprovaram a Declaração Universal dos Direitos da Criança. Ela foi adaptada da Declaração Universal dos Direitos Humanos, porém, voltada para as crianças.

No Brasil, o direito da criança está amparado na Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Inspirada na Constituição Federal de 1988, essa legislação estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e tem como objetivo a proteção integral da criança e do adolescente.

De uma maneira geral os direitos das crianças são os seguintes:

  • Todas as crianças têm o direito à vida e à liberdade;
  • Todas as crianças devem ser protegidas da violência doméstica;
  • Todas as crianças são iguais e têm os mesmos direitos, não importa sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade;
  • Todas as crianças devem ser protegidas pela família e pela sociedade;
  • Todas as crianças têm direito a uma nacionalidade;
  • Todas as crianças têm direito a alimentação e ao atendimento médico;
  • As crianças portadoras de dificuldades especiais, físicas ou mentais, têm o direito a educação e cuidados especiais;
  • Todas as crianças têm direito ao amor e à compreensão dos pais e da sociedade;
  • Todas as crianças têm direito à educação;
  • Todas as crianças têm direito de não serem violentadas verbalmente ou serem agredidas pela sociedade.


(*) Estudante de Comunicação Organizacional da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Câmpus Curitiba. Também participou da ação social, a convite do grupo.

Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU)
Departamento de Comunicação & Marketing
Célula de Comunicação & Marketing

CEU na Internet: www.ceupr.com.br
Curta a CEU no Facebook: @ceuparana
Siga a CEU no Twitter: @ceupr